Wrap Dress de Diane Von Furtemberg - um vestido para todas as mulheres - Pensando Estilo
Wrap Dress de Diane Von Furtemberg – um vestido para todas as mulheres
01/08/2013

Aos poucos eu quero escrever todos os posts sobre temas que há muito tempo tenho vontade de tratar. Este é um deles. O famoso wrap dress.

 
 
O wrap dress ou vestido envelope é um ícone fashion que permanence atual há mais de quarenta anos e certamente assim vai permanecer. Isto porque tem um design de linhas simples, mas genial e atemporal.
 

Criado em 1973 por Diane Von Furstenberg, em uma década marcante para a liberação feminina na história do Ocidente, o vestido foi muito bem aceito por ser um modelo que conferiu a essa nova mulher muita praticidade, já que não tem botões ou zíperes, apenas envolve o corpo e é fechado por um laço, logo, fácil de vestir e de tirar. Ele é a junção de uma blusa cache coeur e uma saia. No lançamento foi um sucesso gigantesco e a partir daquela data passou a ser um clássico.
O modelo veste bem de garotinhas a idosas e os mais variados tipos de corpos, de magérrimas a plus size. O decote em V, o trespasse na altura dos seios e o fechamento com laço, que possibilita o ajuste conforme a largura do tronco, proporciona um efeito elongador e emagrecedor instantâneos.
“Sinta-se como uma mulher, use um vestido” Diane Von Furstenberg
Interpreto a mensagem na foto acima como um lembrete para as mulheres, de que apesar da luta para ter direitos iguais aos homens e das conquistas que estavam obtendo, não deveriam esquecer de ser femininas. Daí um vestido, roupa totalmente feminina, mas com um design revolucionário e libertador para aquele momento, ideal para a imagem de uma mulher moderna.
 
As três fotos abaixo também são de Diane posando com sua criação na década de 70.
Diane Von Furstemberg, no ano passado, posando com as crianças que participaram da campanha de sua linha de roupas infantis em pareceria com a GAP

 

É maravilhoso existir uma roupa que vista bem todas as idades e tipos de mulheres, com conforto e elegância.
 

Peças da linha lançada ano passado pela DVF em parceria com a GAP

Essa garotinha gostou tanto que quer mais de um, rsrsrsrsrs….
O modelo original é de mangas compridas e com gola, como o que Diane veste na campanha da época (primeira foto). Depois vieram várias versões: de mangas curtas, sem mangas e sem golas, de vários comprimentos, com e sem laço, etc. 

A ideia foi copiada por grifes no mundo inteiro. Não é difícil encontrar um similar, e se fizer seu estilo, invista sem pena.
 
Já se quiser um autêntico DVF, as lojas no Brasil ficam em São Paulo, nos Shoppings Iguatemi e JK Iguatemi. Mas é possível comprar em alguns e-commerces como o Farfetch. Esté é totalmente confiável, o valor já inclui as taxas de importação, as compras podem ser divididas em até 12 vezes sem juros, o frete é acessível e caso não goste do produto a devolução é com frete grátis. 
A grife DVF infelizmente não entrega no Brasil, mas vale a pena entrar no site e ir na seção especial para os wrap dresses, a wrap shop, e conferir todos os modelos para ficar por dentro das cores e padronagens recentes.

 

Prefiro os tradicionais, com gola, punhos e laço. Os de laço são mais ajustáveis aos formatos de corpo.
 
Para as grávidas é uma ótima opção também, mas eles tem que ser específicos para gestantes a fim de que cubram toda a barriga.
O que acham desse tipo de vestido? Compartilhem aí a opinião de vocês. Bjos.
 
:***